Terapia por Ondas


Exame de
Dolorclast ou Terapia por ondas de choque

Após anos de intensas pesquisas demonstrou-se eficaz como método alternativo no tratamento de infecções no sistema musculoesquelético ganhando espaço nas áreas da ortopedia, reumatologia e fisiatria. Descoberta na Alemanha e utilizada em 37 países é considerada em alguns centros europeus como tratamento de escolha para tendinites do ombro, esporão de calcâneo, epicondilites e fraturas não consolidadas

É um método aprovado pela CE (Comunidade Européia) e, FDA (Foot and Drug Administation), sendo um procedimento seguro, eficaz,não invasivo e tem seu maior benefício por evitar a cirurgia, bem como os seus riscos associados a ela.

Está disponível nos principais centros de referência em todo o Brasil, inclusive na CTO imagem e medicina, uma das pioneiras desta tecnolologia em Goiás.

O tratamento se baseia na atuação de ondas de alta energia acústicas que estimulam o regeneramento do tecido e ativam os mecanismos de defesa do corpo. A Terapia por Ondas de Choque é indicada para pacientes de casos crônicos, que já recorreram a métodos tradicionais, como medicação e fisioterapia, sem sucesso. O índice de eficácia atinge até 85% dos pacientes que utilizaram a terapia extracorpórea. São necessárias três sessões em média com intervalo de uma semana. É indicado em tendinose calcária do ombro, síndrome do impacto no ombro, epicondilite lateral(cotovelo de tenista), epicondilite medial ( cotovelo do golfista),esporão de calcâneo ( fasciíte plantar) , bursite trocanteriana, tendinite de aquiles e patelar, retardo de consolidação e pseudoartrose de fraturas, entre outras.